quarta-feira, março 28, 2007


"Papai, me dá 25 centavos?!"

16 comentários:

4rthur disse...

Se bem que cabia até uma de um real...

gigi disse...

Diogo, suas sacadas são, invariavelmente, as melhores. Adorei o 'Normal'. A foda é que te acho o cara mais 'normal' do mundo. Mas beleza.

Quanto ao termo que você usou lá no meu blog... Não precisa pedir desculpas. Você fala o que quer e bem entende lá, no meu e-mail, no meu orkut, na minha cara. Eu te amo e você manda em mim. O lance é que eu acho essa palavra horrível. Sou muito ligada à sonoridade das palavras, e é por aí que seleciono o que compõe meu léxico. Engraçado que, mesmo sendo 'letreira', prefiro eleger as palavras pela sonoridade do que pela grafia. Repita comigo pausadamente e em voz alta: xe-re-ca. Tem um r intervocálico muito aberto, saca? Percebeu? É uma coisa muito aberta. Dá até vontade de abrir os braços. Detesto essa palavra. Não gosto de falar e nem de ouvir.

Sobre Shana Rubia... oh, my! O que dizer sobre Shana Rubia?

Joana disse...

oi Diogo, que bom que foi até nosso espaço compartilhar dos nossos devaneios...
e quanto a estória/história de Artur (sua)... estou acompanhando... rsrs
um cheiro...=]

Diogo Lyra disse...

É minha querida Gigi, como a empiria mostra que é anormal me acharem normal, então, considero que nem tudo está perdido. Ah, em relação ao "r intervocálico" da xereca, bem, dela só sei do "ponto G" - e já dá um trabalho...

4rthur disse...

Por isso gosto tanto da palavra "grelo", que tem o ponto G e o ponto R bem ali, juntinhos.

luciene disse...

Menino, você não presta!
;)

Cascarravias disse...

tá aí uma boa sugestão de novo formato a ser aproveitado por nossos caros autônomos ambulantes do centro. depois do porquinho e do botijão de gás, esse formato promete fazer sucesso!

revolution_9 disse...

Pou Lyra,

Como é que o Contos de quinta saiu na quarta? Cheguei atrasado...

Cara, nós é que somos normais. O resto do mundo é que é louco. Vamos inverter o sentido dessas palavras...

revolution_9 disse...

Gigi e Arhur,

Realmente gigi, xereca eu sempre achei ser uma das palavras mais sonoras da lingua portuguesa... Grelo já não é tão sonoro... Mas com certeza, dá mais tesão!

Pou, se cada um botar um real no cofrinho dá pra gente juntar uma grana e investir em alguma coisa normal, coisa que os loucos do mundo (os outros) jamais investiriam...

Aproveito pra roubar o espaço e convidá-los a ler meu último artigo, elogiado e comentado por esse poeta que todos admiramos...

Cascarravias disse...

ih, chamou de poeta...
dá no olho! e não abaixa a guarda não!!!

revolution_9 disse...

Qual o problema, Casca? Pou lyra, vc se sente ofendido de ser chamado de poeta? Chamei na boa, nem todo poeta é viado! E mesmo que fosse, viva diversidade...
Se preferires, diogo, posso te chamar de filósofo. Mas pra mim és ambas as coisas... Quanto a ser viado, bem, não se pode botar a mão no fogo por ninguém rsrsrsrs

Juju disse...

hahahahahahahha...eu me divirto com vc´s, mesmo não conhecendo todos daí...bjuxxxx

Cascarravias disse...

ser viado não tem nada de mais. ter um filho poeta é que deprime qualquer pai zeloso.

revolution_9 disse...

Porque, Casca? Q tens contra os adeptos do lirismo? Não entendi...

Ter um filho viado, mesmo por um pai prafrentex, sem preconceitos, é sempre ruim, pois significa que provavelmente não vai lhe dar netos de sangue...

Tamires disse...

HUAHAUHAUHAUA!!Vou transferir minha conta.Será que irá render juros?

Tamires disse...
Este comentário foi removido pelo autor.